fbpx

Lista – 6 Passos para o Engajamento Resiliente

Um dos grandes desafios atuais das organizações é o engajamento. Na nossa biblioteca virtual de conteúdos, você pode acessar este artigo que explica o conceito de engajamento resiliente e traz muitas referências sobre o assunto. 

Neste artigo, criamos uma lista prática e direta ao ponto com 6 passos para criar um engajamento resiliente na sua equipe:

1. Mensuração

O primeiro passo é entender como está o cenário atual do engajamento no seu time ou empresa. Uma maneira simples e efetiva é criar um questionário (anônimo) para entender o nível geral de engajamento. Perguntas indiretas como “O quanto você recomendaria a empresa X para um amigo” podem ser um bom caminho. Aproveite também para promover avaliações relacionadas a influência da liderança e o trabalho em equipe. 

DICA: não foque apenas no quantitativo dê espaço para feedbacks e sugestões.

2. Contexto

O segundo passo é conectar o time ao contexto. Abastecer a equipe com dados sobre objetivos gerais, métricas e tendências na empresa ajuda a dar contexto. 

DICA: promova uma reunião mensal (ou padrão de report via canal de Slack ou similar) para manter o seu time atualizado com o que ocorre no topo da organização.

3. Consequências

Agora é hora de mostrar onde o trabalho do seu time impacta no resultado da organização e na satisfação do cliente ajuda a dar senso de propósito, utilidade e relevância. 

DICA: utilize depoimentos de clientes (externos e/ou internos) para mostrar a satisfação e a importância do trabalho realizado.

4. Voz/Relevância

Um dos grandes pontos para o engajamento resiliente é o membro do time se sentir valorizado. Pesquisas mostram que 

Comece a questionar mais o seu time sobre suas opiniões em relação a determinados assuntos.

DICA: separe alguns minutos ao final de cada interação para encorajar, responder dúvidas e coletar sugestões dos membros do time.

5. Desenvolvimento

O próximo passo é focar no desenvolvimento. Identificar (juntamente com o membro do time) quais são as potencialidades e características a serem desenvolvidas e como esse desenvolvimento será feito.

DICA: incentive o membro do time a fazer apresentações sobre os assuntos desenvolvidos. Isso ajuda a solidificar o aprendizado e ainda ajuda a tangibilizar todo o progresso feito no assunto.

6. Autonomia/Espaço

Dar autonomia é fundamental, mas fazer isso como um passo inicial pode ser perigoso, visto que a pessoa pode estar tão desengajada que simplesmente não responde a esse estímulo. Seguidos os 5 passos anteriores, agora é hora da cereja do bolo. Dar espaço para que os membros do time possam tomar mais decisões e criar suas próprias iniciativas. 

DICA: Para saber mais sobre como equilibrar o controle no seu time, acesse esse artigo. 

 

Gostou desse artigo? Assine nossa Newsletter para receber todos os nossos conteúdos e novidades!

De |2020-11-18T15:58:49+00:00novembro 17th, 2020|Categorias: Não categorizado|0 Comentários

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.