fbpx

Inovação com efetividade em Treinamento e Desenvolvimento: a importância da metodologia para o RH

Retomando: O desafio de inovar (sendo efetivo)

Em um dos nosso últimos artigos, falamos sobre o desafio que as áreas de RH enfrentam para conseguir inovar nas ações de treinamento e desenvolvimento nas empresas. Em resumo, a dificuldade de propor atividades que tragam elementos novos (referências, estímulos e ferramentas) mas que não sejam o “diferente pelo diferente”. Afinal, inovar, por si só, presume gerar valor para o usuário, e não apenas fazer algo novo. Falamos sobre como o desafio está em equilibrar novidade e efetividade, garantindo também o retorno do investimento.

:: Se você não leu esse artigo, pode fazer isso clicando aqui.

Metodologia: O elemento-chave para ações de treinamento e desenvolvimento

Analisando esse cenário com um pouco mais de profundidade, fica claro que o elemento-chave nessa equação está na metodologia utilizada nas ações de Treinamento e Desenvolvimento. Existe uma infinidade de novos métodos e ferramentas disponíveis. Contudo, há, também, uma miopia em relação ao que é inovador – frequentemente confundido com o que é simplesmente “diferente”. Conceitualmente, inovação pressupõe geração de valor para o usuário. E muitos dos métodos diferentes não atendem esse critério – são apenas diferentes.

O TEAL, ou Treinamento Experiencial ao Ar Livre, é um caso famoso. Um método que esteve nos holofotes alguns anos atrás, como uma grande novidade para as empresas. Porém com o tempo caiu rapidamente em uma conceituação desvalorizada por grande parte do mercado, por ser limitado em aspectos como profundidade e aplicabilidade dos conceitos e reflexões provocadas. Poucos players sobreviveram e o conceito do TEAL em si ficou manchado permanentemente. 

Já as metodologias de treinamento mais tradicionais, como cursos e formações in company, sempre tiveram uma barreira forte de foco excessivo em conteúdo, que possui profundidade mas normalmente baixo poder de engajamento, sensibilização e aplicabilidade. As consultorias de gestão de pessoas, com trabalho de desenvolvimento mais direcionado, conseguem avançar mais nos três aspectos. Porém muitas vezes esbarram no engajamento dos participantes pela limitação dos métodos em sala de aula e também na aplicabilidade. Por frequentemente terem abordagens focadas demasiadamente no lado humano, se desconectam de um olhar mais pragmático para o negócio. 

Impacto, performance e aplicabilidade

Diagrama da relação entre Engajamento, Profundidade e Aplicabilidade na metodologia da PrimeSail

Esse diagrama exemplifica os elementos necessários em uma ação de treinamento e desenvolvimento realmente efetiva:

  • O impacto está vinculado a ideia de engajar, envolver e significar o processo de aprendizagem para os participantes. Presume que o público alvo esteja verdadeiramente engajado e deliberadamente disponível para se desenvolver. É a premissa básica de um processo de aprendizagem efetivo.
  • A performance está relacionada ao quanto as reflexões e conceitos tiram os participantes do superficial ou do lugar-comum de discussão, trazendo elementos novos à sua consciência e domínio. Ela é totalmente relativa ao perfil e nível de expertise do grupo em relação ao tema – o que é profundo para um grupo pode não ser para outro. 
  • Já a aplicabilidade diz respeito ao quanto isso tudo se traduz de forma suficientemente clara e principalmente coerente e alinhada à realidade profissional do grupo. Conceitos abstratos ou práticas desalinhadas com a cultura e contexto do negócio podem mais atrapalhar do que ajudar no dia a dia.

Cada um desses três elementos merece uma análise individual e profunda, que iremos abordar em outros artigos em breve. Se inscreva na nossa newsletter para receber eles em primeira mão.

Uma metodologia que una esses três pilares

Hoje em dia, existem algumas metodologias de acordo com essa lógica apresentada acima. O mais importante é você, ao planejar e/ou contratar uma ação de T&D para sua empresa, considerar essa ótica e analisar cada um dos elementos para garantir uma ação eficiente. Na PrimeSail, desenvolvemos uma metodologia própria, pensando exatamente nesse dilema. Trabalhamos baseados nesses 3 pilares e desenvolvemos métodos específicos para atender cada um dos elementos: engajamento, profundidade e aplicabilidade.

  • Impacto: nas nossas atividades, os participantes são protagonistas o tempo todo, o que traz outra dinâmica de envolvimento. Além disso, até hoje não conhecemos uma experiência mais eficiente em engajamento dos participantes do que a velejada. Por ser diferente, divertido e, principalmente, repleto de analogias relevantes. Você pode saber mais sobre nossa ferramenta vivencial nesse artigo.
  • Performance: desenvolvemos um modelo teórico próprio sobre trabalho em equipe liderança, chamado de Mindset dos Navegadores. Inspirado nas lições do mundo náutico sobre esses temas, ele ajuda a tangibilizar e aprofundar as reflexões. Além disso, trazemos conteúdos complementares e utilizamos a facilitação com provocações personalizadas, alinhadas ao grau de maturidade do grupo perante o assunto.
  • Aplicabilidade: toda atividade começa com um briefing prévio, focado em compreender a cultura da empresa, perfil do grupo e contexto atual do negócio. A facilitação é conduzida de acordo com esses pontos, sempre focando na construção de ações alinhadas a esse briefing. Além disso, transformamos o Mindset dos Navegadores em um framework, que incentiva um racional prático sobre os aprendizados. Conheça mais sobre a aplicabilidade nesse artigo.

:: PARA PROMOVER UM TREINAMENTO ADAPTÁVEL ÀS NECESSIDADES DO SEU NEGÓCIO E COM A METODOLOGIA EXCLUSIVA DA PRIMESAIL, CLIQUE AQUI.

De |2020-02-12T17:22:12+00:00janeiro 22nd, 2020|Categorias: Não categorizado|0 Comentários

Deixe um Comentário